LENNON E CHE. Pelo imperativo de nunca, nunca se perder a ternura!

Então… Tô aqui tentando fazer as vezes do advogado do Diabo, sabe. Mais cedo, qdo a vi, pensei: montagem? Uma tirada genial de quem a fez? Verdade? Nunca tinha visto… E olhe que há uma década transito até via sinal de fumaça com gente que vive encapsulado por fotos desse naipe. E como isso nunca de alguma forma apareceu, sei lá, eu, você, outros… Não vimos? Tudo bem que somos do Mundo de Oz, mas não é possível tanta alienação nossa, caso alguém nos acuse disso. O que vi de foto de Che, ouvi de estórias, é fantástico. Mas essa aí, nada. Sabe aquela vontade de querer acreditar com força nessa coisa linda aí de cima? Pois é… 

A imagem é tão fantástica que o que comunica acaba valendo a pena, não obstante a montagem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s